5 de out de 2010

Aneurisma cerebral


Aneurisma cerebral é uma doença grave, inicialmente assintomática, que acomete principalmente pessoas após os 40 anos de idade e, quando não leva a óbito, tem como consequência graves lesões que comprometem sua qualidade de vida. A doença está relacionada ao enfraquecimento de uma artéria cerebral e, por consequência, a formação de uma área dilatada que cresce com o passar dos anos. O crescimento da bolsa de dilatação pode vir a afetar regiões cerebrais próximas, ocasionando disfunções ou problemas neurológicos, estando o problema diretamente associado ao tamanho da área comprometida.

Em geral, os episódios de ruptura e sangramento ocorrem entre os 40 e 60 anos, afetam mais as mulheres e se tornam mais comuns à medida que a pessoa envelhece. Apresentam como sintomas possíveis de serem associados ao problema: dor de cabeça forte e súbita, náuseas, vômitos e perda da consciência. A intensidade dos sintomas está diretamente relacionada ao tamanho e à extensão do sangramento. O tamanho da área comprometida pela falta de irrigação sanguínea é um fator fundamental para se avaliar as possíveis consequências presentes e futuras.

Em relação a essa doença, não existem causas bem definidas, mas as evidências apontam para a soma de alguns fatores como:

• Predisposição familiar;
• Hipertensão arterial;
• Aumento dos níveis de colesterol e triglicérides;
• Diabetes e arteriosclerose;
• Fumo e consumo de bebida alcoólica.

Uma vez localizado o aneurisma, a avaliação médica levará em conta o tamanho do mesmo e as condições clínicas do paciente, para que se determine se o risco de uma cirurgia será menor do que o oferecido com a evolução da doença.

Caso a cirurgia seja o recurso escolhido, o objetivo será fechar o aneurisma, na tentativa de se minimizá-lo, conservando a estrutura da artéria afetada. Isso é fundamental, pois todas as áreas do cérebro são importantíssimas e não podem deixar de ser irrigadas. Assim, o fluxo sanguíneo deve continuar a passar, pela artéria, na região onde ocorreu a intervenção.

O procedimento pode ser realizado cirurgicamente através de uma abertura no crânio ou por via endovascular, introduzindo minúsculas molas através de um cateter, que se enrolam no interior do aneurisma, formando um coágulo que impede o sangramento. Essa técnica é conhecida como embolização.

Existem algumas recomendações importantes em relação aos cuidados após a determinação da ocorrência de aneurisma:

• Mantenha em níveis adequados a pressão arterial, colesterol e triglicérides;
• Desenvolva bons hábitos alimentares e de vida;
• Não fume;
• Dor de cabeça repentina, seguida de enjoos e vômitos, necessita de avaliação médica.

Fabrício Alves Ferreira
Graduado em Biologia
Equipe Brasil Escola
http://www.brasilescola.com/doencas/aneurisma-cerebral.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que é ser Pedagogo.

Há algum tempinho que acabei a faculdade de pedagogia, pela qual passei três anos da minha vida tentando entender à psicologia infantil, trabalhei alguns meses em cima da minha monografia, na qual, tinha o tema: A Psicanálise dos Contos de Fadas na Educação Infantil, não foi muito fácil, mais depois de três anos sem ter um pouco de vida pessoal e sem tempo estou aqui formada tentando algo que possa ser útil para minha formação.
Muita duvida tive, ao longo de minha formação, entre ela o papel do professor na vida de seu aluno pela qual reservo um pouco do meu tempo para trabalhar com vocês. Muitos me perguntam se vou lecionar aula, digo que não sei se um dia chegarei a enfrentar uma sala de aula, me perguntam então o porquê fiz o curso de pedagogia, descobri que o curso pelo qual sou formada me reserva muito mais do que uma simples sala de aula.
Voltando ao papel do professor agora sendo Pedagogo, para que e o porquê ter, ser um pedagogo, profissão que necessita de amor, respeito e responsabilidade, tendo como base os quatros pilares da educação: aprender a aprender, aprender a ser, aprender a fazer e aprender a conviver, servindo de base para a pedagogia.
O pedagogo precisa sempre estar atualizado, não se pode formar e estacionar em uma escola hoje ele precisa muito mais do que pegar na mão do aluno e ajudar ele a escrever, tem se como objetivo formar um cidadão críticos capazes de mudar a sociedade pela qual vivemos, tem que estar sempre aprendendo seja com seu aluno, com seu companheiro de trabalho, com a família ou com o amigo, apesar de que estes pilares da educação servem de base para tudo que se tem hoje, umas das causas pela qual a profissão de pedagogo tem aberto novos caminhos.
Ser pedagogo não significa só atuar em escola ou sala de aulas, tem que ser muito mais além, acima de tudo, precisa estar acompanhando tudo a nossa volta a historia muda a cada dia, não deixando para traz nossas raízes mais sim atualizando nossos conhecimentos e aprendendo a cada dia um novo jeito de compreender a vida.
Pedagogo vem de Pedagogia que é a ciência ou disciplina cujo objetivo é a reflexão, ordenação, a sistematização e a crítica do processo educativo, sua palavra tem origem na Grécia antiga, paidós (criança) e agogé (condução). O profissional cuja formação é a Pedagogia, no Brasil é uma graduação da categoria Licenciatura ou Gestão Escolar (administração escolar, orientação pedagógica e coordenação educacional). Devido a sua abrangência, a Pedagogia engloba diversas disciplinas, que podem ser reunidas em três grupos básicos: Disciplinas filosóficas, Disciplinas científicas e Disciplinas técnico-pedagógicas.

Minha lista de blogs

e-mail para contato

Entre e me ajudam

Mensagens ao Vivo e Telemensagens

Educar é um ato de amor

http://www.facebook.com/platform

Entre aqui